Viver de desejos não traz a

As fantasias têm de ser irreais.
Porque no momento, no segundo em que consegue o que quer, não quer, não pode querer mais.
Para poder continuar a existir, o desejo tem de ter os objetos eternamente ausentes.
Vocês não querem “algo”, querem a fantasia desse “algo”.
O desejo apóia fantasias desvairadas.
Foi essa a idéia de Pascal ao dizer que somos realmente felizes quando sonhamos acordados com a felicidade futura.
Daí o ditado: “O melhor da festa é esperar por ela” ou “Cuidado com os seus desejos”.
Não pelo fato de conseguir o que quer, mas pelo fato de não querer mais depois de conseguir.
Então, a lição de Lacan é: viver de desejos não traz a felicidade.
O verdadeiro significado de ser humano é a luta para viver por idéias e ideais.
E não medir a vida pelo que obtiveram em termos de desejos, mas pelos momentos de integridade, compaixão, racionalidade e até auto-sacrifício.
Porque no final, a única forma de medir o significado de nossas vidas é valorizando a vida dos outros.

De uma das aulas de filosofia do Dr. David Gale, em Harvard.

|

Quer comentar?

Campos necessários *

*
*